Baltashow Notícias

Amigo diz que levou Queiroz de Atibaia para visita ao Rio no ano passado

Politica

Amigo diz que levou Queiroz de Atibaia para visita ao Rio no ano passado

O radialista e ex-presidente regional do PSL Márcio Motta disse que buscou Queiroz em Atibaia e levou para a capital para ver a família. Também afirmou que ex-assessor de Flávio Bolsonaro foi a Saquarema duas vezes ver o filho jogar futebol.

Por Bette Lucchese, TV Globo

21/06/2020 19h50  Atualizado há 8 minutos

Fabrício Queiroz no momento da prisão em Atibaia, interior de São Paulo — Foto: Reprodução

Fabrício Queiroz no momento da prisão em Atibaia, interior de São Paulo — Foto: Reprodução

 

Preso na quinta-feira (18) am Atibaia, Fabrício Queiroz visitou o Rio e Saquarema no ano passado, segundo o radialista Márcio Motta, ex-presidente regional do PSL e amigo do ex-assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos). As informações foram publicadas pelo jornal O Globo neste domingo (21).

Em entrevista à repórter Bette Lucchese, da TV Globo, neste domingo, Motta confirmou que buscou Queiroz em Atibaia e o levou ao Rio para ver a família.

"Eu realmente fiz esse percurso, foi para a casa dele no Rio", disse Motta. "Ele ficava ali [em Atibaia] o tempo todo, por conta do tratamento, tudo, e às vezes dava uma saudade muito grande da família. Ele é um paizão. Uma pessoa que tem muito cuidado com a família".

"Foi no ano passado", afirmou. "No local que eu peguei foi Atibaia. A gente marcou na rua. Talvez na rua da casa", disse ele, referindo-se ao imóvel que pertence a Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro.

O depoimento de Motta contradiz a declaração de Wassef, de que o ex-assessor estava há pouco tempo no escritório dele.

Motta também afirmou à TV Globo que Queiroz foi duas vezes a Saquarema por conta própria ver o filho jogar futebol. Ele disputou o Campeonato Carioca Sub-20 pelo clube Sampaio Corrêa.

Por meio da quebra de sigilo telefônico conseguida por ordem judicial, os investigadores do MPRJ tiveram acesso a um contato específico: “Motta Amigo”. As mensagens estavam no celular de Márcia Oliveira de Aguiar, cabeleireira, ex-assessora do então deputado estadual Flávio Bolsonaro na Alerj e mulher de Queiroz. Ela está foragida.

Deixe seu comentário aqui:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da Baltashow Notícias e são de total responsabilidade de seus autores.