Baltashow Notícias

Clubes aprovam liberação de grama sintética da Baixada para o Brasileirão

Esportes

Clubes aprovam liberação de grama sintética da Baixada para o Brasileirão

Reunião na CBF tem votação para mudar veto ao gramado sintético do Atlético-PR. Mando de campo itinerante também é aprovado para 2018

Arena da Baixada tem gramado artificial desde 2016. Veto ocorreu no ano passado (Foto: Marcelo Andrade/Gazeta do Povo)

O veto à grama sintética da Arena da Baixada caiu na tarde desta segunda-feira, na reunião da CBF, em que estiveram representantes dos 20 times participantes do Brasileirão. Também foi aprovado o mando de campo itinerante, que libera os times a jogarem fora de seus estados de origem. A reunião segue no Rio de Janeiro ainda com discussão sobre o uso do árbitro de vídeo em 2018.

A derrubada do veto ao gramado sintético foi feito de forma unâmime pelos participantes da reunião na CBF. A proibição aconteceu em uma outra reunião na entidade em setembro de 2017, quando, comandada pelo então presidente do Vasco, Eurico Miranda, os clubes aprovaram em 15 votos a favor e cinco contra. O argumento era de que o Atlético-PR se beneficiava do gramado diferente dos outros estádios.

- Fica caracterizado que não teve um favorecimento técnico em relação a isso. Essa questão foi até considerada, porque o Atlético-PR teve um rendimento bom em 2016, que normalmente já tinha. Por esse fato acabou então interpretando que era uma vantagem técnica. É uma grama aprovada aprovada pela Fifa, todos os testes são feitos, que a deixam muito semelhante ao uso da grama natural. Isso foi um reconhecimento da CBF e de todos clubes que não existiu vantagem, disse o presidente do conselho administrativo do Atlético-PR, Luis Sallim Emed.

A grama da Arena da Baixada foi instalada pelo Atlético-PR em 2016 como alternativa aos problemas no cuidado com a natural. O formto do estádio, as condições do solo e mesmo o clima mais frio e úmido de Curitiba não propiciavam o crescimento do gramado.

A instalação foi feita GV Group, formada pelas empresas Global Stadium (portuguesa) e Italgreen (italiana) e utilizada durante todo o ano de 2016 e 2017. Jogadores que atuaram na grama artificial, em sua maioria, aprovam o gramado artificial.

 

*com informações de Jorge Luiz Rodrigues

GE

ENVIE NOTÍCIAS PARA O EMAIL
redacao.baltashow@gmail.com
whatsapp Baltashow 63.84688254


Deixe seu comentário aqui:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da Baltashow Notícias e são de total responsabilidade de seus autores.