Baltashow Notícias

Federação de Hóquei apoia Rússia e diz que COI põe esporte em risco com possível veto

Esportes

Federação de Hóquei apoia Rússia e diz que COI põe esporte em risco com possível veto

Entidade internacional afirma que suspensão total dos russos em Pyeongchang 2018 pode punir injustamente atletas que não se envolveram com os casos de doping no país.

 

 
Federação de Hóquei apoia Rússia e diz que COI põe esporte em risco com possível vetoFederação de Hóquei apoia Rússia e diz que COI põe esporte em risco com possível veto
 

Por GloboEsporte.com, Rio de Janeiro

29/11/2017 09h42  Atualizado há 1 hora

 

A Federação Internacional de Hóquei no gelo (IIHF) declarou apoio à Rússia e criticou a posição do Comitê Olímpico Internacional (COI). A entidade disse que é contra a punição coletiva, e que a possível suspensão dos atletas russos nos Jogos de Inverno de Pyeongchang 2018 coloca o esporte "em risco". Eles acrescentaram que as medidas punitivas propostas pelo COI, ao lidar com o escândalo de doping da Rússia, podem "colocar em risco a saúde do hóquei no gelo".

O presidente da Federação Internacional de Hóquei, René Fasel, que atuou no Conselho Executivo do COI há oito anos, disse que uma suspensão geral da Rússia em Pyeongchang "puniria injustamente muitos atletas que não tinham nada a ver com o doping". Fasel também é amigo próximo do presidente russo, Vladimir Putin.

- O Conselho da IIHF chegou a uma opinião unânime de que todos os atletas limpos, incluindo os da Rússia, devem ser autorizados a representar seu país nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 em Pyeongchang. Sabemos da necessidade de enfrentar o doping no esporte, mas a participação olímpica não deve ser usada para punir muitos pelas as ações de poucos. O papel da Rússia no crescimento e desenvolvimento do hóquei no gelo não pode ser subestimado. Este país forma um pilar sobre o qual o legado do nosso esporte se baseia - analisou o presidente.

 
Time de Hóquei russo  (Foto: Reuters)Time de Hóquei russo  (Foto: Reuters)

Time de Hóquei russo (Foto: Reuters)

O anúncio do IIHF acontece apesar da Comissão do Comitê Olímpico investigar sete jogadoras do time hóquei no gelo feminino envolvidas na manipulação de amostras de urina dos Jogos de Sochi 2014. Elas são acusadas ​​de enviar amostras mostrando leituras que eram fisicamente impossíveis de serem realizadas por uma mulher. Suas identidades não foram reveladas.

A posição do IIHF também representa a segunda vez que um alto oficial do hóquei no gelo criticou o COI e advertiu contra uma proibição total da Rússia em Pyeongchang 2018. O presidente da Liga Continental de Hóquei (KHL), Dmitry Chernyshenko, acusou o COI no início deste mês de "destruir o atual plano mundial do esporte" ao considerar suspender a Rússia em Pyeongchang 2018. Esta é a primeira Federação a se pronunciar a favor da participação completa da Rússia nos Jogos, que acontecerá de 9 a 25 de fevereiro, na Coreia do Sul.

O caso parece estar caminhando para a exclusão da equipe russa dos Jogos de Inverno, já que a Comissão Disciplinar presidida por Denis Oswald (ex-atleta e membro do COI) continua a sancionar os atletas acusados ​​de doping em Sochi 2014. Uma decisão sobre o esquiador de cross-country Alexander Legkov, que perdeu suas medalhas olímpicas de ouro e prata e foi banido das Olimpíadas, também é considerada crucial.

GE

ENVIE NOTÍCIAS PARA O EMAIL
redacao.baltashow@gmail.com
whatsapp Baltashow 63.84688254

Deixe seu comentário aqui:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da Baltashow Notícias e são de total responsabilidade de seus autores.