Baltashow Notícias

Velórios de alunos e catraeiro que morreram após barco ser atingido por raio causa comoção no interior do Acre

Mais noticias

Velórios de alunos e catraeiro que morreram após barco ser atingido por raio causa comoção no interior do Acre

Os corpos foram velados nas casas de familiares e o enterro deve ocorrer por volta de 15h. Quatro pessoas morreram e cinco ficaram feridas durante acidente na quarta (10), em Sena Madureira.

 

Velórios de alunos que morreram após catraia ser atingida por raio causa comoção no interior do Acre — Foto: Jefson Dourado/Rede Amazônica AcreVelórios de alunos que morreram após catraia ser atingida por raio causa comoção no interior do Acre — Foto: Jefson Dourado/Rede Amazônica Acre

Velórios de alunos que morreram após catraia ser atingida por raio causa comoção no interior do Acre — Foto: Jefson Dourado/Rede Amazônica Acre

Os velórios dos alunos e do catraeiro que morreram após a embarcação em que estavam ser atingida por um raio no Rio Purus, em Sena Madureira, causou comoção na cidade nesta quinta-feira (11). Os corpos foram velados nas casas de familiares e o enterro deve ocorrer por volta de 15h.

Os alunos que morreram são: Yasmin Oliveira da Silva, de 10 anos, Henrique Santos da Costa, de 14, e Elon Dias Raulino, de 17 anos. O condutor embarcação, Magnetodo Nascimento, também morreu e o corpo foi resgatado por bombeiros do município.

Antônio Raolino é pai do estudante Elon Raolino, de 17 anos, que morreu na tragédia. Ele afirmou que o momento é difícil e relatou um pouco do momento em que encontrou o filho dentro da catraia.

“Quando cheguei lá [na embarcação] ele tava deitado dentro do porão do barco. Um bocado de gente estava ao redor e ele todo molhado, parecia que tinha tomado um banh. Eu o peguei, coloquei na voadeira e depois o pessoal da escola levou para Sena Madureira, mas ele já estava morto quando eu cheguei lá”, relatou.

 
Pai de uma das vítimas diz que momento é difícil e que dor da perda é insuportável — Foto: Jefson Dourado/Rede Amazônica AcrePai de uma das vítimas diz que momento é difícil e que dor da perda é insuportável — Foto: Jefson Dourado/Rede Amazônica Acre

Pai de uma das vítimas diz que momento é difícil e que dor da perda é insuportável — Foto: Jefson Dourado/Rede Amazônica Acre

O pai conta que, além do estudante tem outros seis filhos. Muito abalado, ele afirma que a dor de perder um filho é insuportável.

“A família está toda revoltada, tanto espaço para esse raio cair e foi cair em cima desse batelão. Parece que metade da minha vida acabou, ver a morte de um filho que eu amava. É muito difícil, sou pai de seis filhos, criei todos com carinho”, conta.

 
Raio atinge barco e mata 4 pessoas no Acre
Raio atinge barco e mata 4 pessoas no Acre

Raio atinge barco e mata 4 pessoas no Acre

 

'Todo mundo caiu', conta sobrevivente

 

Raianderson Magalhães, de 11 anos, foi um dos sobreviventes do acidente. À reportagem, ele relatou que todos os alunos estavam na parte detrás da catraia e ele um amigo na frente da embarcação. O condutor, segundo ele, estava com a cabeça para fora do barco mexendo no motor e, ao ligar o aparelho, o raio caiu.

“Quando ele deu força no motor caiu o raio. A gente ouviu o estrondo, foi direto no motor e todo mundo caiu. Só quem ficou de pé foi eu e meu amigo. Na hora só vi os meninos caindo, se tremendo. Um já estava morto”, lembra.

Ao ver os colegas mortos e feridos, o estudante disse que também ficou com medo que algo acontecesse com ele.

“Na hora também senti minha cabeça pesando e a língua adormeceu. Agora não estou sentindo mais nada. Os médicos perguntaram se eu estava com alguma dor. Cheguei a pensar no que tinha acontecido comigo e com todo mundo e fiquei triste pelos amigos que morreram”, afirma.

Raianderson (de camisa azul) ao lado de familiares após sobreviver a acidente  — Foto: Jefson Dourado/Rede Amazônica AcreRaianderson (de camisa azul) ao lado de familiares após sobreviver a acidente  — Foto: Jefson Dourado/Rede Amazônica Acre

Raianderson (de camisa azul) ao lado de familiares após sobreviver a acidente — Foto: Jefson Dourado/Rede Amazônica Acre

 

Acidente

 

O corpo de Bombeiros do município informou que as vítimas estavam a caminho da escola, que fica na Comunidade Estirão do Alcântara, no Amazonas, pelo Rio Purus quando ocorreu o acidente.

Os bombeiros informaram que os estudantes moravam de um lado do Rio Purus, e a escola fica do outro lado do manancial. A embarcação é o transporte usado para levar os alunos até a escola diariamente.

Na embarcação haviam cerca de 11 pessoas no momento do acidente. As vítimas feridas têm entre 7 a 14 anos, segundo a direção do hospital.

G1

ENVIE NOTÍCIAS PARA O EMAIL
redacao.baltashow@gmail.com
whatsapp Baltashow 63.84688254

Deixe seu comentário aqui:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da Baltashow Notícias e são de total responsabilidade de seus autores.